29
Apr
2021

 

Ezequias era um rei justo. Ele seguia o caminho reto do Rei Davi. Porém, apesar de ter esta qualidade e de servir a Deus com diligência, ele foi confrontado por uma situação terrível.

“Naqueles dias Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; e veio a ele o profeta Isaías, filho de Amós, e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás.” (Isaías 38:1).

Isso serve de lição para todos nós. Como cristãos, enfrentaremos dificuldades, provações e tribulações. Mas quando isso acontecer, o que devemos fazer? Reclamar? Negligenciar a nossa fé? Duvidar da nossa integridade? As pessoas muitas vezes pensam que se estão enfrentando problemas, há algo de errado com elas. Porém, Ezequias tinha uma doença incurável e mesmo assim, nunca duvidou de quem era diante de Deus.

Muitos são aqueles que estão “na fé” quando tudo está indo bem, mas no instante em que recebem más notícias, viram as costas para Deus, se esquecendo da parte da oração que diz: “Seja feita a Tua vontade.” Se realmente estamos servindo a Deus, devemos crer que Ele está no controle. Quando enfrentamos problemas, temos que vigiar para não acusarmos a Deus e duvidarmos do Seu poder. Pelo contrário, devemos ter a mesma reação de Ezequias que, ao invés de se voltar contra Deus, se voltou para Ele e O lembrou de que era justo.

“Então virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor. “E disse: Ah! Senhor, peço-te, lembra-te agora, de que andei diante de Ti em verdade, e com coração perfeito, e fiz o que era reto aos Teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo.” (Isaías 38:2-3).

Ao sermos confrontados por problemas, devemos ter cuidado com a nossa reação, pois não somos nada sem Deus, mas sem nós, Ele ainda é Deus. Por isso, sempre devemos nos humilhar diante de Deus e confiar nEle. Em momentos de adversidade, temos que vigiar para não sermos injustos.

Deus permite enfrentarmos certas batalhas e tribulações para poder trabalhar dentro de nós e despertar a nossa fé, quando Ele vê que ela está adormecendo. Haverá inclusive momentos em que usaremos a nossa fé e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para obtermos os resultados que desejamos, mas mesmo assim, isso não acontecerá. Foi o caso do Rei Davi quando ele orou por seu filho, que estava doente, mas ainda assim, a criança morreu (ver 2 Samuel 12:16-24). Mesmo quando sua vontade não foi feita, ele entendeu que a vontade de Deus é suprema, e devemos aprender com sua reação. Quando enfrentarmos problemas, o diabo sempre tentará nos enganar, nos soprando a ideia de que Deus não é conosco. Devemos estar atentos às suas táticas.

Lembre-se: vale a pena ser justo, principalmente quando não estamos vendo os resultados que queríamos. Aqueles que são justos e servem a Deus, sempre serão honrados. Mesmo quando não entendemos o motivo de certas coisas acontecerem, temos que “virar o rosto para a parede” e lembrar a Deus de quem somos diante dEle. Quando enfrentamos batalhas, ao invés de olharmos ao nosso redor, devemos decidir olhar para dentro de nós e analisar se ainda guardamos mágoas, se temos maus olhos, se há alguma iniquidade dentro de nós, etc. Quando fazemos isso, Deus nos honra da mesma forma que honrou Ezequias, e nossas orações sempre têm efeito diante dEle.

“Então veio a palavra do Senhor a Isaías, dizendo: Vai, e dize a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos.” (Isaías 38:4-5).

Leave a Reply