30
Jan
2019

O servo com a orelha furada

“Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará.” (João 12:26)

Na Bíblia, encontramos muitas passagens que falam sobre servir a Deus. Essa, especificamente, prova que Deus disponibilizou Suas bênçãos para todos que O servissem. No entanto, para entender direito o que significa ser um servo, temos que complementar este versículo com outro do Antigo Testamento:

Estes são os estatutos que lhes proporás: Se comprares um servo hebreu, seis anos servirá; mas ao sétimo sairá livre, de graça. Se entrou só com o seu corpo, só com o seu corpo sairá; se ele era homem casado, sua mulher sairá com ele. Se seu senhor lhe houver dado uma mulher e ela lhe houver dado filhos ou filhas, a mulher e seus filhos serão de seu senhor, e ele sairá sozinho. Mas se aquele servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor, e a minha mulher, e a meus filhos; não quero sair livre, então seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.” (Êxodo 21:1-6)

Este versículo ilustra vários tipos de servos, e há um tipo específico que se destaca: aquele que teria sua orelha furada e serviria seu mestre para sempre. Isso era algo reservado ao servo que dissesse claramente, ou de bom grado, que ele amava seu mestre, sua esposa e seus filhos, e por essa razão ele desistia de seu direito de ser libertado. O amor desse servo o faria continuar servindo, embora ele já tivesse recebido sua liberdade. Para mostrar essa decisão, ele seria perfurado na orelha com um objeto pontiagudo. Note que o versículo não diz que ele serviria até o fim de sua vida, mas “para sempre”. Ninguém pode servir a um mestre terreno por toda a eternidade, o que significa que esse versículo fala sobre servir a Deus mesmo.

É aí que entra o segredo para ser honrado por Deus. Não podemos servi-Lo por vantagens pessoais, tradição ou medo. Teria que ser por amor, pois isso significaria precisar ser perfurado na carne – o que nos lembra da morte de Jesus na cruz. No entanto, a coisa mais comum que vemos no mundo hoje são frequentadores de igrejas que não têm qualquer semelhança com Cristo ou com o Seu sacrifício. Suas ações são completamente o oposto do que Deus ensina. Eles fogem da dor de ter suas “orelhas perfuradas” e, fazendo isso, mostram que estão com medo do sacrifício que teriam que fazer para servir a Deus para sempre.

Temos que aprender a servir a Deus da maneira certa e ter nossa carne perfurada, como um sacrifício de amor por Ele. Hoje em dia, isso não significa ter que suportar dores físicas ou derramar sangue. O sacrifício hoje tem um significado espiritual. Quando sacrificamos nossos próprios desejos e instintos para fazer a vontade de Deus, estamos provando nosso amor por Ele. Isso também deixa uma marca, como um sinal para todos verem que você abandonou seus próprios desejos por amor ao seu Mestre. Você está “sangrando” por Ele, assim como Jesus foi perfurado e sangrou por nós. Durante seu sacrifício, Jesus foi ferido da cabeça aos pés, mas quando ressuscitou, todo o seu corpo foi restaurado, exceto Suas mãos e pés (João 20:19). Estas marcas foram deixadas lá como um sinal de um Servo, e o Maior Servo: aquele que serviu Seu Mestre por amor. Por causa disso, hoje Seu nome está acima de todos.

Leave a Reply