2
Jul
2019

Aprendendo a priorizar a minha saúde

“Eu vim para o Reino Unido sozinha, com a intenção de trabalhar e melhorar minhas finanças. Comecei a trabalhar muito, sem perceber que, pouco a pouco, estava colocando minha saúde de lado.

Por viver sozinha, eu não precisava me preocupar em cozinhar para minha família, então ‘qualquer coisa’ servia para eu comer. Eu trabalhava longas horas e, quando chegava em casa, estava exausta demais para cozinhar, por isso comprava comida pronta quase todas as noites. Durante o dia eu também comia chocolate e bebia Coca-Cola, para ter
mais energia.

Por não estar ganhando peso, eu não achava que havia algo errado com meus hábitos alimentares, mas logo cheguei a um ponto em que me senti sobrecarregada. Estava me sentindo muito exausta e me cansava apenas de subir as escadas.

Nessa altura, eu já frequentava o Centro de Ajuda. Lá, aprendi que meu corpo é o templo de Deus, e eu sabia que precisava cuidar dele. Também faço parte de um grupo na igreja onde recebemos tarefas práticas para melhorar a nós mesmas, e cuidar da minha saúde era uma das tarefas.

Eu realmente queria mudar meus hábitos alimentares, mas sabia que não conseguiria fazer isso com a força do meu braço. Decidi orar e pedir a Deus que me desse forças, e também tomei as providências necessárias. Comecei cortando os alimentos prontos e reduzindo o açúcar da minha dieta – o que foi extremamente difícil.

Eu até comecei a ter sintomas de abstinência, como tremer e ficar estressada facilmente. Apesar disso, segui em frente e consegui superar aquela fase. Posso dizer que hoje meus hábitos alimentares e meu estilo de vida melhoraram muito. Eu cozinho em casa e não sinto vontade de comer comidas prontas.

Me sinto mais forte e com mais energia para trabalhar. Também consegui equilibrar minhas horas de trabalho e agora tenho mais tempo para mim mesma.” Rosangela Gozi

Leave a Reply