23
Mar
2021

Chega um momento na vida em que temos que tomar uma decisão. Aquilo que decidirmos, terá um impacto no destino da nossa alma, assim como aconteceu na Última Ceia, quando Jesus serviu aos discípulos. Naquela ocasião, Judas estava entre eles mas não era um deles. Ele teve a oportunidade de mudar, ouviu as mesmas mensagens que os outros e até teve o privilégio de se sentar ao lado de Jesus. Ele ocupou o assento de honra (ver Mateus 26:17-29).

Mas por que, mesmo assim, ele não se arrependeu? Foi uma decisão pessoal dele. Jesus realmente queria que ele mudasse. Havia uma chance para ele. Ele não estava predestinado a ir para o inferno…. A Última Ceia foi sua última chance. O pão e o cálice que todos os discípulos receberam foi uma bênção para a maioria, mas para Judas, representou uma condenação. Quando ele pegou o pão e o vinho, sua verdadeira natureza foi revelada (ver João 13:27). Judas tomou sua decisão de não seguir Jesus até o fim… Foi ele quem decidiu trazer condenação para sua vida.

Hoje em dia, acontece o mesmo. Cabe a nós decidir se permaneceremos distantes ou próximos de Deus e se viveremos uma vida que O agrada ou O desagrada. Até mesmo a forma como tratamos a Santa Ceia é um sinal da nossa real condição espiritual diante de Deus. A Santa Ceia abençoou a maioria dos discípulos pois eles a valorizaram. A enxergaram com olhos espirituais e estavam dispostos a sacrificar suas vidas. Mas Judas não estava disposto a sacrificar, por isso tratou a Santa Ceia com desprezo. Pense nisso… ele estava vivendo em pecado quando participou daquela cerimônia, por isso trouxe consequências desastrosas sobre sua vida.

Se não tivermos cuidado, o mesmo pode acontecer conosco. A Bíblia nos ensina que, quando participamos da Santa Ceia, devemos nos examinar (ver 1 Coríntios 11:28) e abandonar nossos pecados. Ainda assim, muitos escolhem ignorar este ensinamento, e é esse o motivo real pelo qual muitas vidas não mudam e muitos sofrem, mesmo estando na igreja. Muitos estão participando da Santa Ceia vivendo no pecado e tudo se resume a uma coisa: FALTA DE DECISÃO!

No dia 4 de Abril, participaremos da Santa Ceia da Decisão, em todas as Igrejas Universal. É uma oportunidade para cada um de nós se reconciliar com Deus. Desta vez, não faremos confissões vazias, mas sim um VOTO SAGRADO de abandonar todas as formas de pecado e seguir a Deus até o fim. Não podemos ser cristãos indecisos, com um pé na igreja e outro no mundo. Devemos tomar a decisão de permanecer com Deus independentemente da circunstância, e não seguir os passos de Judas.

Deus está trazendo esta mensagem a todos nós pois o relógio está girando. Estamos perto do fim e Ele não quer que sejamos deixados para trás quando acontecer o arrebatamento. Pelo contrário, Ele quer nossos nomes escritos no Livro da Vida. Mas a escolha é nossa. Pergunte a si mesmo: “Será que estou disposto a sacrificar por Jesus da mesma forma que Ele Se sacrificou por mim?” É isso que significa participar da Santa Ceia. Nesta data, todos que participarem com este entendimento jamais voltarão a ser os mesmos.

“E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; Aquele que vem a Mim não terá fome, e quem crê em Mim nunca terá sede.” (João 6:35).

 

 

Leave a Reply