28
Dec
2020

Você tem guardado rancor há anos? Enquanto esse rancor existir, você continuará sofrendo e sua vida não progredirá da maneira que deseja.

Quando guardamos rancor, abrimos portas para que o mal entre em nossas vidas. É por isso que devemos tomar a decisão de abrir mão dessa bagagem e, consequentemente, nos libertar. Devemos também lembrar que se queremos que Deus nos perdoe, devemos perdoar aos outros. A Palavra de Deus nos ensina que se decidirmos não perdoar, Deus também não nos perdoará.

“Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.” (Mateus 6:14-15)

Por esse motivo, devemos escolher sacrificar e compreender que o perdão não se da só uma vez. É um exercício diário que devemos realizar até o final de nossa jornada.

“Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.” (Mateus 18:21-22)

Pedro pensava que estava realmente impressionando Jesus porque os mestres da lei ensinavam que as pessoas deveriam perdoar até três vezes. No entanto, a resposta de Jesus mostrou que o perdão não tem limites. É fácil perdoar? Certamente não. Mas compensa? Definitivamente! Quando perdoamos, fazemos bem a nós mesmos e garantimos que não comprometemos nossa salvação. A verdade é que se houver falta de perdão dentro de nós e isso não for resolvido, nosso relacionamento com Deus vai sofrer e podemos acabar indo para o inferno. Isso não é o que nosso Senhor Jesus deseja para nenhum de nós.

Que Deus o ajude a se livrar de tudo o que está em seu coração.

Leave a Reply