9
Nov
2020

“Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” (Gálatas 6:7-8).

Ao ler o versículo acima, muitos se perguntam: “Mas e quanto à graça de Deus?” Infelizmente, essas pessoas têm uma ideia distorcida sobre a graça de Deus, e é assim que o diabo tem enganado muitos ao redor do mundo. Mas então, o que é exatamente a graça de Deus?

“Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo Seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos…)” (Efésios 2:4-5).

As pessoas costumam não se atentar ao contexto deste versículo como um todo e, consequentemente, achar que não há problema em pecar e viver uma vida distante de Deus, pois no fim, “todos seremos salvos.” O diabo aplaude. Ele é o mestre do engano e faz as pessoas acreditarem que não precisam mais sacrificar. Porém, quando analisamos a vida daqueles que pensam assim, vemos que a tendência é que eles sejam abençoados apenas parcialmente.

O que o diabo não quer que as pessoas saibam é que nós somos salvos pela fé. “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós…” (Efésios 2:8).

A graça consiste em misericórdia e favor sem merecimento. Nenhum de nós merece a graça de Deus, mas por causa de Sua misericórdia, Ele dá a todos nós a oportunidade de sermos salvos. Como? Quando decidimos viver pela fé. Em outras palavras, quando vivemos uma vida de obediência. É por isso que a Palavra de Deus nos ensina que “…o justo viverá pela fé.” (Ver Hebreus 10:38).

A verdade é que, se não vivermos uma vida de obediência, não seremos salvos, e a compreensão desta verdade é o que nos liberta. Isso significa que temos que abandonar as coisas deste mundo, incluindo mentiras, adultério, promiscuidade e coisas do tipo. Não podemos aceitar selecionar apenas as partes da Bíblia que agradam a nossa carne. Temos que obedecer a Palavra de Deus POR INTEIRO. Sim, a graça de Deus nos dá a oportunidade da salvação, mas se não vivermos uma vida de sacrifício, Sua graça não nos salvará da condenação eterna.

A dura realidade é que certos conceitos equivocados sobre a graça têm levado muitas pessoas a trilhar um caminho errado. Muitos são aqueles que acreditam que uma vez salvos, estaremos sempre salvos. Também acreditam que não precisamos sacrificar. Como consequência, essas pessoas usam a graça de uma forma errada, como uma oportunidade para pecar. Mas como aprendemos em Hebreus 6:4, Romanos 6:1 e Atos 5, a abundância da graça de Deus requer o abandono do pecado.

Nosso Senhor Jesus está abrindo os nossos olhos, pois Ele não quer que tenhamos uma fé teórica, mas sim uma fé prática, e para vermos a materialização das promessas de Deus em nossas vidas, devemos estar dispostos a negar a nós mesmos DIARIAMENTE. “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após Mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-Me.” (Mateus 16:24).

Apesar de muitos estarem rejeitando Seus ensinamentos, a graça de Deus está batendo em nossas portas hoje. Mas cabe a nós decidir se abriremos as portas ou não, e abrir a porta neste caso significa se arrepender e decidir viver uma vida nova. Isso é facil? Certamente, não! Porém, é garantido que aqueles que decidirem entregar suas vidas a Deus por completo não apenas serão contemplados com Sua graça, mas também se tornarão possuidores da Terra e do Céu.

Leave a Reply