26
Jun
2020

A Obra de Deus se inicia em nós quando temos a coragem de deixar para trás o pecado e tudo aquilo que não agrada a Ele. A verdade é que Deus quer ser glorificado neste mundo, mas como podemos glorificá-Lo se o pecado predominar em nossa vida? É impossível! Temos que nos revoltar contra os hábitos pecaminosos, os prazeres do mundo, as tradições, a religiosidade, a nossa própria vontade, etc. É isso que significa “não aceitar o inaceitável!” Inclusive, nosso Senhor Jesus perguntou: “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?” (Mateus 16:26)

O rumo da nossa vida depende de nós, não de Deus! Deus quer mudar nossa história, e Ele certamente pode fazer isso – afinal, não há nada difícil para Ele – mas primeiro, temos que obedecê-Lo e derrubar os altares de Baal que existem em nossa vida. Temos que remover qualquer coisa ou qualquer pessoa que esteja ocupando o Seu lugar e nos distanciando dEle. Deus está procurando aqueles que estão dispostos a ouvir a Sua voz, independentemente da circunstância. Foi isso que Ele encontrou em Gideão.

Gideão tinha um problema que não podia resolver com a força do próprio braço. Ele queria que a Obra de Deus fosse materializada em sua vida, mas primeiro, também teve que se livrar do pecado, pois Deus não pode trabalhar onde existe o pecado. Gideão obedeceu a voz de Deus, removendo todos os ídolos e sacrificando o que Ele havia lhe pedido, ou seja, o segundo boi, que Deus havia escolhido. Gideão precisou confiar toda sua vida a Deus. Durante todas as etapas da batalha, Gideão demonstrou sua confiança e foi isso que possibilitou que os 300 vencessem os midianitas, contrariando as probabilidades. Parte do nosso sacrifício também consiste em confiar em Deus. Devemos crer que, no momento em que enterrarmos nossa velha vida no Altar e apresentarmos a Deus o que Ele nos pedir, Ele transformará nossa vida em um grande testemunho que ganhará almas neste mundo. Quando confiamos em Deus, não estamos sozinhos e Gideão definitivamente não estava sozinho. Ele teve coragem de exigir o cumprimento da Palavra de Deus em Sua vida, porém, Deus também exigiu algo de Gideão: obediência e confiança total em Sua Palavra. Em outras palavras, “Me mostre a sua fé e Eu te mostrarei a Minha glória.”

Lembre-se de que as bênçãos de Deus são condicionais e Seus olhos estão sempre procurando homens e mulheres que estejam dispostos a fazer a diferença para Sua glória. Ele está procurando os 300 de hoje em dia. No entanto, apenas aqueles que estão dispostos a seguir Sua direção verão o Seu poder em suas vidas e, consequentemente, conquistarão a maior bênção de todas: a SALVAÇÃO!

Leave a Reply